Publicidade

tudo notícias

Falsa advogada é investigada em Itajubá

Mulher apresentava carteira falsificada da OAB do estado de São Paulo e entrava no presídio com outro nome

| Especial para o tudo ep -

Mulher chegou a ir ao presídio de Itajubá se passando por outra advogada.
A Polícia Civil cumpriu um mandado de busca e apreensão na manhã desta sexta-feira (5) contra uma falsa advogada de 37 anos, que atuava em Itajubá. A suspeita apresentava um registro falsificado da dos Advogados do Brasil (OAB), do estado de São Paulo, para conseguir clientes e uma vítima chegou a pagar mais de três mil reais pelos serviços da investigada.

As investigações começaram no dia 21 de julho, após denúncia do presidente da OAB de Itajubá, sobre a atuação irregular da mulher na cidade. Ela teria falsificado uma carteira da OAB e captava clientes nas áreas cível e criminal. 

LEIA MAIS 

Morre mulher que teve cerca de 40% do corpo queimado por ex-companheiro em Piranguinho 

Prefeitura de São José do Alegre abre concurso público com 89 vagas

De acordo com a Polícia Civil, a suspeita chegou a visitar um detento no presídio de Itajubá onde se apresentou com outro nome, o de uma advogada devidamente registrada na OAB/SP. Uma das vítimas chegou a pagar R$ 3.750 para que a suposta profissional fizesse sua defesa.

O celular da mulher foi apreendido e está sendo periciado pela Polícia Civil. Com o aparelho, os policiais elencam outras possíveis vítimas da investigada. Também foram apreendidos recibos de honorários, dentre outros documentos para o inquérito. 

Ainda de acordo com os policiais, até o momento, cinco pessoas foram ouvidas, entre vítimas e testemunhas, e a investigada admitiu o crime.  

A suspeita poderá responder falsidade de documentos públicos e particulares, uso de documentos falsos e falsidade ideológica. O Código Penal prevê pena de um a cinco anos para cada infração.  

LEIA TAMBÉM

Meteoro registrado em Brazópolis e clarão em SP podem ter relação

Publicidade