Publicidade

Gravidez e bebê

Segurança: cuidado com as bexigas de festa!

As bexigas de festa ou balões de látex parecem inocentes, mas oferecem perigo mortal para as crianças. Veja como prevenir acidentes

| ACidade ON -

Item aparentemente inofensivo e presente em várias comemorações infantis oferece perigo de morte para as crianças. Só nos últimos meses, mortes de duas crianças viraram notícia por conta de bexigas. Entenda e veja como prevenir acidentes



Duas crianças mortas por conta de algo que vemos a toda hora por aí, em qualquer celebração. Eles podem parecer inofensivos, mas os balões, sim, aqueles de látex, usados na decoração de festas, podem oferecer um perigo real e muito grave de asfixia para os pequenos. Já aconteceram vários casos famosos, em várias partes do mundo, mas, só no último mês, dois deles ganharam manchetes aqui no Brasil.

Um deles aconteceu em João Pessoa, na Paraíba. Um garoto autista de 9 anos se engasgou com um pedaço de bexiga enquanto esperava pelos pais, em um centro de reabilitação para autismo. Segundo a assessoria de imprensa, o menino arrancou o balão da mão do profissional que o acompanhava e colocou na boca, antes de colocar na boca e fazer uma broncoaspiração. Ele teve três paradas cardíacas e ficou internado em estado grave, mas não resistiu e morreu, no último dia 9 de março.

O outro aconteceu em fevereiro, em Luziânia, Goiás. Em 12 de fevereiro, um menino de 10 anos morreu depois de engolir uma bexiga. Ele estava com outras crianças, ajudando a encher os balões para uma festa, quando acabou engolindo, sem querer. Ele correu para a cozinha e pediu água, já assustado, antes de desmaiar. A mãe o levou para o pronto-atendimento, mas o menino foi dado como morto no local.

As histórias tristes servem para fazer um alerta quanto ao perigo desse tipo de objeto, tão cotidiano. "Numa festa, se você ouvir uma bexiga "estourar", pode sair para procurar os pedacinhos e jogá-los TODOS no lixo", orienta a enfermeira emergencista Patt Sanches, autora do perfil @minicuidados, no Instagram.

"É aspirando um fragmento do balão que uma festa pode se transformar em tragédia, se uma bexiga estourada obstruir o fluxo de ar de uma criança. A cada tentativa de tomar o fôlego, a bexiga pode ser ainda mais aspirada. O mesmo mecanismo acontece com um pedaço de saco plástico ou embrulho de presente e pode ser tão perigoso quanto", alerta. Segundo ela, a maior parte das mortes por engasgo ou sufocamento ocorre no primeiro ano de vida. Então, todo cuidado é pouco!



O que fazer para ajudar a criança, se ele tiver colocado uma bexiga na boca?


"Se você estiver vendo a bexiga e estiver fácil, você pode removê-la com os dedos. Se estiver difícil, não tente, para não empurrar ainda mais", explica.

Além disso, segundo a enfermeira, as manobras mais comuns para ajudar os pequenos em situações assim são as tapotagens nas costas e a famosa manobra de Heimlich, que é feita da seguinte maneira:


Como fazer a manobra de Heimlich? 

  1. Fique atrás da criança e envolva-a com os braços.  
  2. Feche um dos punhos e mantenha o polegar para cima. Posicione a mão fechada na região superior do abdômen, entre o umbigo e a caixa torácica.  
  3. Coloque a outra mão sobre o punho fechado e agarre com força.  
  4. Puxe com firmeza ambas as mãos para dentro e para cima, como se desenhasse uma vírgula com o punho. Repita a manobra, se necessário.


    Quer saber mais? Assine nossa newsletter e receba toda semana mais matérias sobre como o seu bebê está se desenvolvendo. É rápido e gratuito!

Publicidade