Patrocinador:


Publicidade

Viva Turismo

Pontalete é convite para fugir da rotina e ter contato com a natureza

O distrito, localizado a 23 km de Três Pontas, é banhado pelo Lago de Furnas e é ótima opção para o turista que busca prática de esportes náuticos e boa gastronomia

| Especial para o tudo ep -


Em Três Pontas, além das opções de passeio dentro da cidade, o turista pode aproveitar também outras belezas. É o caso do distrito do Pontalete. Banhado pelo Lago de Furnas o local não pode deixar de ser visitado. Possui infraestrutura urbana completa, com ruas asfaltadas, energia elétrica e água tratada. É ideal para prática de esportes náuticos e saborear as especialidades de seus bares, a traíra sem espinhos e o filé de tilápia. 

Pontalete é sinônimo de sossego. Com pouco mais de 2.500 habitantes, na maior parte do ano é local para quem quer relaxar e sair da rotina agitada da cidade. Em datas específicas, como o Carnaval, recebe grande quantidade de turistas que buscam diversão e entretenimento nos eventos promovidos pelo município na localidade. 

No distrito há uma opção de hospedagem. A Pousada Pontalete oferece cinco flats (apartamentos mobiliados com sala e suíte) que podem hospedar até 25 pessoas. Mas existem opções de pequenos sítios e casas nas proximidades do distrito que são locados por temporada. 

O turista que ficar hospedado no Pontalete poderá visitar belos locais, como a Igreja de São Sebastião, localizada na área central. Além de poder fazer uma caminhada pela avenida da orla do lago de Furnas. Totalmente reformada e com bancos e quiosques para o visitante se acomodar, saborear a culinária local e desfrutar de um belo pôr-do-sol nos finais de tarde.  

LEIA TAMBÉM
Festa do Padre Victor movimenta Três Pontas

Memorial Padre Victor é a segunda maior atração do Turismo Religioso em Três Pontas


O distrito, às margens do Lago de Furnas, está a 23 km de distância de Três Pontas. O trajeto passa ainda por outro distrito, o Quilombo Nossa Senhora do Rosário, que está a 16 km da cidade. O acesso até este último, atualmente, se dá por estrada pavimentada. Então o turista irá transitar apenas 7 km em estrada de terra até chegar ao Pontalete. No trajeto, poderá observar belas paisagens naturais em contraste com as lavouras de café, principal cultura da região. 

Conforme informações do Dicionário Histórico e Geográfico de Três Pontas (2004), do professor e historiador, Paulo Costa Campos, o distrito recebeu este nome devido a uma conformação dos braços dos rios, Sapucaí e Verde, que se encontravam na região em forma de um pequeno pontal ou pontalete. Após a formação do lago de Furnas não foi mais possível ver o encontro dos rios.
 
A localidade recebeu o nome Pontalete a partir de 1923. Colaborou muito para o desenvolvimento econômico da região, principalmente por ter abrigado uma estação ferroviária da Estrada de Ferro Muzambinho. O trajeto ligava os municípios de Três Corações a Tuiuti (atualmente, Juréia). Foi instalado também na época um ancoradouro às margens do Rio Sapucaí, com objetivo de facilitar o escoamento de mercadorias.  

Em 1930, uma ponte foi construída para ligar o distrito aos municípios vizinhos de Elói Mendes e Paraguaçu. Ponte esta que foi destruída anos depois devido a uma grande cheia dos rios. Em épocas de baixa do lago de Furnas ainda é possível visualizar parte da estrutura da ponte que ainda resta. Atualmente, a travessia para esses municípios é feita através de balsa.


Publicidade