Publicidade

tudo viagens

Vá curtir a natureza do Litoral Norte de São Paulo

Não é preciso ir longe para desfrutar da nova onda mundial que incentiva viagens para respirar ar puro

| ACidade ON -

Não é preciso ir longe para desfrutar da nova onda mundial que incentiva viagens para respirar ar puro. (Foto: Divulgação)


Por Eduardo Gregori
edugregori@gmail.com

A pandemia deixou um legado para quem gosta de viajar. Já tratei aqui no CidadeOn Viagens sobre algumas viagens durante tempos mais difíceis da Covid-19 que acabaram virando tendência e vieram para ficar, pelo menos por enquanto, como o turista de luxo, que prefere lugares mais afastados dos grandes centro e em propriedades exclusivas e com pouca gente, ou o viajante comum, que descobriu em lugares com mais natureza, uma forma de escapar da aglomeração.

Distanciamento e natureza são mesmo, dois fortes predicados para quem tem planejado viajar nesta retomada pós-pandemia. No Brasil, uma região que desponta neste sentido e que agrega também o ecoturismo é o Litoral Norte de São Paulo. Além de belas praias, o destino tem muitas atividades que promovem contato com a natureza.

Abrigando boa parte da Mata Atlântica preservada do estado, a região composta pelas cidades de Bertioga, Caraguatatuba, Ilhabela, São Sebastião e Ubatuba conta com trilhas, cachoeiras, rios entre outros atrativos naturais.

O portal acidade on Viagens lista algumas atividades para aproveitar a natureza na região

Confira:

Bertioga

Trilha da Torre 47
Localizada perto do centro da cidade, essa trilha de 5 quilômetros passa pela histórica Ponte da Banana e adentra em uma densa vegetação de Mata Atlântica e restinga. Com um trajeto de cerca de quatro horas, ida e volta, passa por um linhão de energia até a torre de transmissão 47, chegando até a cachoeira que leva o mesmo nome da trilha. O lugar é ideal para rapel, trekking, observação de aves e banho de rio.

Trilha do Guaratuba
A Trilha do Guaratuba, a mais visitada do Parque Estadual da Restinga de Bertioga (PERB), é cercada por riachos, poços, cachoeiras e pequenas praias naturais. Nesse roteiro, é possível encontrar grande diversidade de vegetação, como florestas paludosa, de restinga e submontana, além de animais nativos, cores e formas. É ótima também para estudos do meio, atividades de educação ambiental, passeio, ciclismo, corridas e muito mais.

Caraguatatuba

Passeios Náuticos
Em um passeio de lancha por Caraguatatuba, é possível conhecer lugares como os ilhotes da Cocanha, a pouco mais de um quilômetro da praia de mesmo nome, e que conta com uma das maiores fazendas de mariscos do Estado, com 36 mil m² e uma produção que pode chegar a até 160 toneladas por ano. E também a Ilha do Tamanduá, com 1.133 m², que é coberta por vegetação natural e conta com cinco praias: do Fogaça, da Fazenda, do Meio, da Laje e do Sururueiro.

City tour 4x4 pelas praias e mirantes
Outra boa opção para conhecer as praias da cidade, como Cocanha, Mococa e Martim de Sá, é um passeio de 4x4. Além disso, há opção de tour que visita as principais atrações histórico-culturais da cidade, assim como o complexo Mirantes da Orla, que reúne três mirantes: o do Mangue, do Costão e o do Pôr do Som. Além de oferecer bela vista da região incluindo as cidades vizinhas de São Sebastião e Ilhabela o local foi projetado para funcionar como um point cultural, recebendo eventos musicais.

Ilhabela

Trilhas (Travessia Bonete-Castelhanos e Subida do Baepi)
A cidade tem diversas trilhas para quem curte trekking na natureza, principalmente no Parque Estadual de Ilhabela. Há, inclusive, opções para aqueles que gostam de percursos longos. A Travessia Bonete-Castelhanos, por exemplo, percorre todo o Sul da Ilhabela, passando por sete praias, além de cachoeiras e comunidades caiçaras.

E a trilha que leva até o Pico do Baepi tem nível de dificuldade difícil e percurso de 7,4 quilômetros (ida e volta). Antes do primeiro quilômetro, possui um belo mirante com vista panorâmica do Canal de São Sebastião, de onde se avista o Parque Estadual da Serra do Mar, os municípios de Ilhabela, São Sebastião e Caraguatatuba, além de ilhas como as do Arquipélago dos Alcatrazes, protegidas pela Estação Ecológica de Tupinambás.

A caminhada inicia em área aberta e logo adentra na Mata Atlântica. A flora e a fauna vão mudando conforme a altitude e o clima do ambiente, até chegar ao pico, com 1.048 metros de altitude e uma vista 360° da ilha.

Observação de cetáceos
Com um litoral formado por ilhas, ilhotes e parcéis, Ilhabela abriga 11 espécies de baleias e golfinhos que frequentam a região ao longo do ano. A espécie que mais se destaca é a baleia-jubarte, famosa por seus saltos e cantos. Na cidade, elas estão de passagem e costumam ser mais vistas entre os meses de maio e agosto. Outra que marca presença constante por ali é a baleia-tropical (Bryde), podendo ser considerada uma residente.

E, além das baleias, os golfinhos dão um show no mar: o arquipélago é privilegiado pela presença de sete espécies diferentes. Os que mais encantam com suas acrobacias e simpatia são o golfinho-pintado-do-atlântico e o golfinho-nariz-de-garrafa. As toninhas são moradores ilustres, embora difíceis de serem avistadas, podem ser consideradas residentes locais. Já as orcas visitam esporadicamente e podem ser avistadas em diferentes épocas do ano.

São Sebastião

Rapel Maresias-Paúba
Ligando as praias de Maresias e Paúba, a trilha de dois quilômetros proporciona diversos visuais panorâmicos do lugar. Na paisagem, mar, faixas de areia, costões rochosos e muito verde. Curta e com fácil acesso, a Trilha dos Mirantes é um passeio ideal para quem busca contato com a natureza, mas sem muito esforço.

Além disso, para os aventureiros, o final do passeio leva até o Costão da Paúba, local ideal para a prática de rapel. Com dez metros de altura e duas descidas, o rapel de Paúba é indicado para todos os níveis de praticantes, inclusive os corajosos de primeira viagem.

Trilha Ribeirão de Itu
Formado por três cachoeiras, o complexo Ribeirão de Itu situa-se em Boiçucanga, no Núcleo São Sebastião do Parque Estadual da Serra do Mar. O percurso tem nível moderado e segue entre rio e mata, levando até as quedas: da Hidromassagem (900 metros), da Pedra Lisa (um quilômetro) e Samambaiaçu (1,2 quilômetro).

Durante a trilha, além de mergulhar nas águas cristalinas das cachoeiras, é possível observar a rica biodiversidade da Mata Atlântica, encontrando espécies de flora como figueira, bicuíba e a própria samambaiaçu árvore que dá nome à queda dágua e, em tupi, significa samambaia gigante.

O roteiro se divide em duas partes: de um lado, as cachoeiras da Pedra Lisa e da Hidromassagem, sendo a primeira a mais alta do complexo; e do outro, Samambaiaçu, com um percurso mais complicado, mas que é compensado pela exuberante vegetação e poço para banho.

Ubatuba

Parque Estadual Ilha Anchieta
Considerada uma das principais atrações naturais da cidade, a Ilha Anchieta faz parte da área de proteção ambiental do Parque Estadual da Ilha Anchieta. Oferecendo grande oportunidade de integração à natureza, com rica fauna e flora e um mar transparente propício para mergulho, o local é ideal para um passeio de escuna ou lancha, ou um roteiro por trilhas com mirantes e vistas imperdíveis.

A ilha também abriga um complexo de ruínas tombadas pelo Condephaat, com mais de 2 mil m² de edificações conservadas, incluindo o Presídio, onde ocorreu uma das maiores rebeliões nos anos 1950.

Núcleo Picinguaba
O Parque Estadual da Serra do Mar, Núcleo Picinguaba, é responsável pela conservação de 80% da área territorial do município e é composto por aproximadamente 47.000 Km² de fascinante beleza. O trecho de Ubatuba abriga e protege o mais completo ecossistema e um dos únicos Núcleos que preserva desde o topo da serra até a orla marítima.

Com o grande objetivo de conservação, o Núcleo Picinguaba desenvolve inúmeras pesquisas e principalmente programas de conscientização. Assim, dentro do parque, é possível encontrar um vasto roteiro ecológico monitorado por profissionais formados pelo próprio programa.

Existem passeios para todos os gostos, idades e objetivos, podendo ser cultural, ecológico ou turístico, com a opção de praias, serra, cachoeiras, mangue e mar. Existem também comunidades tradicionais, gastronomia e artesanato dentro do atrativo.

Onde ficar:

Confira aqui pousadas, hotéis e resorts no Litoral Norte


Publicidade