Publicidade

tudo viagens

Sul da Argentina é destino para observar baleias

Península Valdés é um santuário natural onde espécies vão para se reproduzir e cuidar dos filhotes

| ACidade ON -

a Península Valdés é considerada pelos especialistas como a melhor do mundo para observação de baleias. (Foto: Divulgação)



Por Eduardo Gregori
edugregori@gmail.com

Pensar em uma viagem para a Argentina é ter em mente o tango, o doce de leite e casacos de couro. Entretanto, o país vizinho tem muitos outros lugares para explorar além de roteiros já bem conhecidos dos brasileiros como Buenos Aires, Mendoza e Bariloche.

Mais ao sul, por exemplo, a Península Valdés é considerada pelos especialistas como a melhor do mundo para observação de baleias, que ali vão para se reproduzir e cumprir os primeiros meses da educação de seus filhotes para a sobrevivência. Baleias francas austrais e orcas são as grandes estrelas, em um espetáculo do qual também participam lobos e elefantes marinhos, pinguins e golfinhos de diversas espécies. 
 
GOSTA DE VIAJAR? CONFIRA AQUI DESTINOS IMPERDÍVEIS COM ÓTIMOS PREÇOS

Entre março e maio é comum que as orcas aparecem com seus filhotes para ensiná-los a caçar. O viajante, com apenas um pouco de sorte, pode presenciar ao vivo um desses momentos que normalmente só se vêem em documentários de natureza. Em algumas praias, inclusive, é possível observá-las no máximo de sua ousadia, utilizando uma tática que só é observada nessa parte do mundo. É quando elas se jogam sobre a areia para tentar conseguir seu almoço entre as focas da região, mesmo sabendo do perigo de encalhar.

Já as baleias francas, com seus 15 metros de comprimento e pesando até 47 toneladas, trazem sua presença majestosa entre junho e dezembro -- e também é comum encontrar as mães nadando ao lado de suas crias. O Golfo Nuevo, perto da cidadezinha de Puerto Pirámides, é considerado o lugar do mundo em que há a maior chance de se visualizar uma baleia durante um passeio de barco.

Ao longo da costa há diversos pontos onde podem ser encontradas colônias de lobos e elefantes marinhos. Em toda a área, entre setembro e março, há muitos pinguins. E os guias experientes sabem que, em Punta Tombo, um destino logo ao sul de Puerto Madryn, eles marcam presença o ano inteiro.

Como chegar

Pelo Aeroporto de Puerto Madryn, na província de Chubut, com voos de cerca de 2 horas a partir de Buenos Aires ou por Trelew, que fica a cerca de 60 quilômetros e é a maior cidade da região.

Publicidade