Publicidade

tudo notícias

STJD suspende início do Mineiro após acusação de fraude

Betim denunciou que Ipatinga fraudou carteira de trabalho dos jogadores; Pouso Alegre enfrenta Ipatinga em 26/2

| Especial para o tudo ep -

Pouso Alegre Futebol Clube, do Sul de Minas, enfrenta o Ipatinga na segundona do Campeonato Mineiro em 26 de fevereiro. (Foto: Reprodução)
O Campeonato Mineiro, com início no próximo 21 de janeiro, foi suspenso por determinação do STJD-MG (Superior Tribunal de Justiça Desportiva). A decisão ocorreu nessa sexta-feira (13) após o Betim Futebol Clube acusar o Ipatinga de fraude. Segundo a tabela do campeonato, o Pouso Alegre Futebol Clube, do Sul de Minas, enfrenta o Ipatinga em 26 de fevereiro.

Em setembro de 2022, o Betim já havia acionado o TJD-MG (Tribunal de Justiça Desportiva de Minas Gerais) alegando que o Ipatinga havia falsificado as assinaturas na carteira de trabalho de todos os atletas que disputaram o Módulo II do Campeonato Mineiro.


LEIA TAMBÉM

Cambuí deve ter zona azul ainda no primeiro semestre de 2023

Vacinação contra Meningite continua em Pouso Alegre


Segundo o Ipatinga, a falsificação de fato ocorreu, mas para que houvesse tempo hábil para inscrição dos jogadores na competição. À época, o Ipatinga conseguiu se inscrever e o Betim ficou somente um ponto atrás do adversário. Os dois times disputam a vaga na elite estadual.

Já em novembro do ano passado, o TJD-MG determinou a instauração de inquérito para investigar a denúncia do Betim e pediu que o Ipatinga apresentasse a documentação. Em dezembro, o tribunal decidiu extinguir o processo por unanimidade sob alegação de incompetência para julgamento.

O Betim então entrou com recurso. Porém, o recesso do TJD-MG, entre 19 de dezembro de 2022 e 22 de janeiro de 2023, impossibilitou o julgamento antes do início do Campeonato Mineiro. O Ipatinga estreia contra o Villa Nova exatamente no dia 22 de janeiro.

Em decorrência disso, o Betim apelou ao STJD reivindicando a marcação de sessão extraordinária do TJD-MG ou a suspensão do Mineiro, para não ser prejudicado. Assim, o julgamento do recurso acabou sendo definido para 19 de janeiro, dois dias antes do início da competição.

Com a situação, o Betim ingressou, então, com medida cautelar inominada em caráter de urgência para que o STJD acatasse o pedido de suspensão momentânea devido ao julgamento às vésperas da primeira rodada.

O despacho foi feito pelo presidente do STJD, Otávio Noronha, que intimou a FMF (Federação Mineira de Futebol) e o Ipatinga para responderem. A FMF ainda não foi notificada sobre a decisão. 



LEIA MAIS

No Sul de Minas, Pace Varginha começa a coleta de sangue






Publicidade