Publicidade

tudo notícias

Em Lavras, aluno da rede estadual ganha o bronze

Estudante do 9º ano, João Vitor de Souza, conquistou medalha de bronze na Olimpíada Brasileira de Química Júnior (OBQJr)

| Especial para o tudo ep -

Em Lavras (MG), o estudante do 9º ano, João Vitor de Souza, conquistou o bronze na Olimpíada Brasileira de Química Júnior (OBQJr). (Foto: SEE-MG)
Em Lavras, no Sul de Minas, o estudante do 9º ano da E.E. Tiradentes, João Vitor de Souza, conquistou a medalha de bronze na Olimpíada Brasileira de Química Júnior (OBQJr). Ele foi um dos 64 estudantes premiados na rede de ensino do Estado de Minas Gerais. Outros 247 alunos de escolas estaduais mineiras também foram medalhistas na edição 2022 da Olimpíada Nacional de Ciências (ONC).

Segundo a professora de Ciências e orientadora do João Vitor, Ludmila do Nascimento, os adolescentes gostam de competição. "O adolescente gosta muito da possibilidade de ganhar, de competir. As olimpíadas os estimulam a provarem seus conhecimentos", diz.




LEIA TAMBÉM

Ufla tem 12 cientistas citados em rankings internacionais

Sebrae-MG quer lançar Varginha como destino turístico




Ainda, de acordo com Ludmila, a olimpíada rendeu frutos dentro da sala de aula. "Fiz um cursinho preparatório para eles participarem e foi um trabalho bacana, inclusive com alunos que começaram a se interessar pela disciplina, e outros que melhoraram os resultados em sala de aula", destaca.

Para o medalhista João Vitor, a facilidade com a área científica e o exemplo em casa foram fatores de incentivo durante a competição. "Desde pequeno sempre gostei das disciplinas de Ciências e Biologia. Via meu irmão estudar e me interessava. Hoje, ele cursa medicina na Universidade Federal de Lavras (Ufla). Eu gostaria de cursar Engenharia Química na mesma universidade", conta o estudante.

OLIMPÍADA BRASILEIRA DE QUÍMICA JÚNIOR (OBQJR)

A Olimpíada Brasileira de Química Júnior (OBQJr), voltada para o Ensino Fundamental, teve 64 estudantes premiados da rede estadual mineira. A competição é disputada por inscritos de escolas públicas e privadas de todo o país.

A OBQJr é direcionada a estudantes dos anos finais do Ensino Fundamental (6º ao 9º ano). As questões das provas são sobre a Ciência da Natureza, de modo especial a Química. Neste ano, a competição teve número recorde de inscritos, com 119.668 participantes. A rede estadual de ensino de Minas Gerais obteve 64 medalhistas entre ouro, prata e bronze.

OLIMPÍADA NACIONAL DE CIÊNCIAS (ONC)

Já a Olimpíada Nacional de Ciências (ONC) 2022 teve 247 alunos de escolas estaduais mineiras entre os medalhistas. Com recorde de 3.154 mil inscritos, a Olimpíada Nacional de Ciências (ONC) 2022 reuniu estudantes dos ensinos Fundamental e Médio das redes públicas e privadas de todo o Brasil.

Ainda, a rede estadual de ensino de Minas Gerais comemorou o número expressivo de alunos premiados: foram 247 medalhistas entre ouro, prata e bronze. A disputa ocorreu em categorias como Astronomia, Biologia, Física, História e Química.

Segundo a organização da ONC, os professores são essenciais na mobilização em favor da introdução dos estudantes na iniciação científica. "Gostaríamos de parabenizar a todos os professores que fazem a olimpíada acontecer. Sem vocês não seríamos quem somos, mais de 3 milhões de apaixonados por ciências", diz o coordenador-geral da competição, Jean Catapreta.

INCLUSÃO

A edição deste ano da ONC teve provas impressas para alunos cegos ou com baixa visão. Escolas de todo Brasil solicitaram à coordenação pedagógica da Olimpíada Nacional de Ciências o envio de provas impressas em Braille. Dessa forma, foi possível viabilizar o acesso ao exame para número maior de estudantes.


LEIA MAIS

Campanha contra febre aftosa segue até 30 de novembro

Publicidade