Publicidade

tudo notícias

Estudantes se mobilizam contra crime de injúria racial ocorrido dentro da Universidade Federal de Itajubá

Aluno foi vítima do crime enquanto participava de um jogo de futsal na universidade. Um torcedor teria imitado gestos de macacos ao se referir ao atleta

| Especial para o tudo ep -

Crime de injúria racial será investigado na Unifei. (Foto: Divulgação/Unifei)
Um estudante da Unifei (Universidade Federal de Itajubá) foi vítima de injúria racial na última terça-feira (20). O DCE (Diretório Central dos Estudantes) e a Associação Atlética Acadêmica entraram com uma denúncia na ouvidoria da universidade, para que um crime seja apurado. O caso aconteceu dentro da instituição.


De acordo com Alexandre Monteiro, presidente do DCE da Unifei, em um jogo de futsal do campeonato InterRepúblicas, um torcedor teria feito gestos e sons imitando macacos se referindo a um dos jogadores em quadra.

O presidente afirmou que uma investigação foi aberta para descobrir o criminoso. Ele disse que o diretório presta apoio a vítima e que, crimes como estes, são inadmissíveis não só na universidade, mas em qualquer lugar. "Não há espaço hoje em dia nem no ambiente universitário e nem em nenhum lugar. Racismo é crime e é inadmissível que isso ainda aconteça", disse.

Segundo Monteiro, a vítima deverá registrar um boletim de ocorrência na Delegacia de Polícia Civil nos próximos dias. Em nota, a Unifei afirmou que está em contato com o Diretório Central dos Estudantes e com a organização do evento para apurar o ocorrido. A universidade disse ainda que repudia o crime. 

 

LEIA TAMBÉM  

Hospital de Clínicas de Itajubá é o novo patrocinador do Fluminense, time profissional carioca 

Homem que matou jovem esfaqueado em Itajubá é preso 

 

"Atos como o que ocorreu não devem acontecer dentro dos campi da Universiadde ou em qualquer outro local, não somente porque estão proibidos por lei, mas, muito mais, por uma consciência coletiva que deve permanecer em nossa comunidade, cultivando um sentimento de igualdade, que simplismente, não permite que comportamentos de discriminação acontecaçam", reitera o documento.


MANIFESTAÇÕES CONTRA O RACISMO

O DCE e o coletivo 'Não Mexe Com a Minha Cor' farão um ato contra o racismo e em defesa da Lei de Cotas nesta sexta-feira (23). A manifestação será dentro da Unifei, às 17h, e terminará com uma roda de conversa, para debate sobre o assunto com toda a comunidade acadêmica.

INJÚRIA RACIAL É CRIME

O crime de injúria racial está previsto no artigo 140, parágrafo 3º, do Código Penal. Ele estabelece prisão de um a três anos, mais multa. De acordo com a legislação, ofender a dignidade ou o decoro de uma pessoa utilizando elementos de raça, cor, etnia, religião, origem ou condição de pessoa idosa ou portadora de deficiência já configura o crime.
 

 

LEIA MAIS  

Grande operação no Paraná prende suspeitos que teriam participado de ataque à Caixa Econômica de Itajubá

Publicidade