Publicidade

tudo notícias

Proprietária de agência de viagens é presa por estelionato em Poços de Caldas

Golpes aplicados passam dos 160 mil reais e 20 inquéritos foram abertos

| Especial para o tudo ep -

Terceira fase da operação inibe crimes de estelionato em Varginha
Uma mulher foi presa nesta terça-feira (2) em Vitória, capital do Espírito Santo, suspeita de aplicar golpes em Poços de Caldas. A investigada tinha uma loja de pacotes de viagens, nacionais e internacionais, e regulação de vistos. Ela teria aplicado mais de 160 mil reais em golpes. 

A Polícia Civil de Poços de Caldas, com o apoio de efetivos do Espírito Santo, cumpriu o mandado de prisão. Em maio de 2022, clientes procuraram a delegacia após irem até a agência de viagens para dar andamento nos contratos e encontrarem o local fechado. Eles também tentaram contato telefônico com o estabelecimento, sem sucesso.  

LEIA MAIS 

Hospital em Alfenas deve pagar R$150 mil por morte de funcionária 

MP e PM cumprem mandados de busca na região de Alpinópolis

As vítimas então entraram em contato com as empresas de viagem, áreas e turísticas, e descobriram que as passagens em seus nomes não haviam sido emitidas ou, quando haviam reservas, elas não estavam pagas, mesmo os valores sendo entregues à empresária de Poços. 

No total, 20 inquéritos foram instaurados para apurar os crimes de estelionato, furto mediante fraude e eventual falsificação de documento particular. 

Além de não ser encontrada na cidade, no dia quatro de maio, a suspeita deu entrada na cidade de Vitória a um requerimento de passaporte. Com o risco de fuga ao exterior, ela foi registrada no sistema de tráfego Internacional, Módulo Alerta e Restrição. 

LEIA TEMBÉM  

Empresas devem pagar R$ 100 mil por morte de vigia na pandemia


Publicidade