Publicidade

Game ON

One Piece Odyssey é um jogo obrigatório para os fãs da obra

Mas quem não conhece tão bem as animações e os mangás, pode ficar um pouco perdido, mas nada que atrapalhe ou comprometa a diversão

| Game ON TV -

One Piece Odyssey

Como eu sempre falo: o mundo dos games oferece muitas possibilidades e oportunidades. Inclusive, trazer um dos mangás / animes mais queridos e populares do mundo para consoles e computadores. 

E foi exatamente isso que a Bandai Namco fez com o clássico One Piece, uma série de mangá e anime criada por Eiichiro Oda!

One Piece Odyssey foi lançado oficialmente ontem (13), trazendo uma aventura totalmente inédita do Bando do Chapéu de Palha, o grupo pirata liderado por Monkey D. Luffy, que deseja ser o rei dos piratas.
Em sua essência, o jogo traz a mesma proposta da obra de Oda. É uma aventura totalmente inédita, com Monkey, Nami, Robin e companhia caindo em uma misteriosa ilha, repleta de criaturas estranhas e pessoas suspeitas (que ainda não sabemos se são vilões ou não). 

Além disso, One Piece Odyssey traz um elemento bem legal, que vincula ainda mais o jogo ao anime e ao mangá. Em diversos momentos da partida, vamos ser levados para memórias dos personagens, revivendo momentos icônicos da saga. Com isso, você se sente, realmente, dentro do anime, sendo um jogo obrigatório para os fãs. 

Contudo, se você não está tão familiarizado, é bem capaz que você se sinta um pouco perdido e até desmotivado. Eu mesmo gosto muito do anime, mas não tenho conseguido assistir como antigamente. Com isso, alguns personagens me são desconhecidos, como Franky. 

Mas, se isso não incomodar, One Piece Odyssye tem muito potencial para divertir. A parte de combates, apesar de não ser tão desafiadora, permite você fazer os famosos movimentos dos clássicos japoneses, gritando o nome do ataque antes de fazê-lo ou, então, transformar um chute em uma verdadeira bola de fogo.  

ONE PIECE ODYSSEY

Com uma mecânica de combate em turnos, One Piece Odyssey permite que você crie estratégias diferentes, com golpes tradicionais, habilidades e o uso de itens. Ele também tem uma parte tática, que permite trocar integrantes do bando e combinar golpes para causar mais dano possível. Cada habilidade consome pontos, que precisam ser recuperados. Por isso, nem sempre a melhor estratégia é sair gastando, pois eles podem fazer falta.

Apesar de não ser um mundo aberto, ele traz vários elementos de exploração e busca, que, com certeza, vão agradar os jogadores que gostam desse gênero. O elemento RPG está presente, mas não traz mudanças significativas. Conforme você vai derrotando inimigos, vai ganhando dinheiro e experiência, que vão te dar mais vida, mais ataques e mais dano, mas nada que possa mudar de forma drástica o desenrolar do jogo.  

Mas, além disso, tem um ponto bem bacana que é o uso de habilidades dos personagens conforme as necessidades. Por exemplo, se precisar escalar uma muralha, você pode usar os braços elásticos de Monkey; se for para cortar árvores que bloqueiam o caminho, você pode contar com as espadas de Zoro. Vale destacar também que existem as Cenas Dramáticas, que trazem diversos elementos simultaneamente, como, combate, estratégias, efeitos etc.

A missão principal, no total, tem cerca de 30 horas de duração. Então, considerando as missões secundárias, há um bom tempo de diversão. 

One Piece Odyssey está totalmente dublado em japonês, mas não há motivos para se preocupar. O jogo está com legendas e textos em português do Brasil foram obrigatórias. Se o inglês já limita muito, imagina japonês? 

Ele está disponível para PC, PlayStation 4, PlayStation 5 e Xbox Series. Eu testei a versão para PS 5, então deu para curtir bem a qualidade gráfica do jogo, que, apesar de ser muito boa e bonita, não deve demandar muito dos computadores. Para mais informações, acesse o site oficial do jogo, clicando aqui.

One Piece Odyssey é obrigatório para os fãs e uma opção válida para os leigos, por isso, vale conferir o nosso gameplay, que mostra a primeira parte do jogo! 




Publicidade