Publicidade

Dérbi Campineiro

Lateral Guilherme Santos cobra R$ 700 mil da Ponte na Justiça

O lateral-esquerdo Guilherme Santos acionou o clube na Justiça

| Estadao Conteudo -

A Ponte Preta ganhou uma dor de cabeça fora das quatro linhas. (Foto: Staff Images/Cruzeiro)


Não bastasse a situação complicada dentro de campo, amargando a penúltima colocação da Série B do Brasileiro, a Ponte Preta ganhou uma dor de cabeça fora das quatro linhas. O lateral-esquerdo Guilherme Santos acionou o clube na Justiça.

Treinando em separado desde a reta final do Campeonato Paulista, Guilherme Santos quer a rescisão do contrato, que se encerra em dezembro de 2022, e mais R$ 700 mil, por causa do afastamento, do tratamento de lesões e de pendências financeiras.

Um dos inúmeros reforços contratados para a atual temporada, Guilherme Santos chegou com status de titular, mas não se firmou por causa de questões físicas e perdeu espaço com a chegada de Hélio dos Anjos, com quem havia tido um problema de relacionamento em 2012, no Figueirense. 
  

LEIA TAMBÉM 
Guarani empata com CSA em confronto direto contra o rebaixamento 
Ponte Preta é superada pelo líder isolado Cruzeiro no Mineirão lotado 
Relembre os últimos 10 jogadores expulsos no dérbi de Campinas

 

O lateral-esquerdo tem cinco partidas com a camisa da Ponte Preta e uma assistência. A última vez que esteve em campo foi no dia 9 de fevereiro, contra a Ferroviária, pelo Campeonato Paulista.

Alheio a esse problema, Hélio dos Anjos está trabalhando o time para o jogo da próxima quinta-feira, contra o Sampaio Corrêa, no Estádio Moisés Lucarelli, pela 14ª rodada da Série B do Brasileiro.

Pressionado no cargo por causa da penúltima colocação, o treinador deve ter as voltas dos laterais Bernardo e Norberto, do zagueiro Thiago Oliveira e do artilheiro Lucca. Por outro lado, o goleiro Caíque França é desfalque e o volante Ramon é dúvida.
 
LEIA MAIS 
Desempenho: veja como ficam Guarani e Ponte jogando com torcida única ou de portões fechados

Publicidade