Publicidade

tudo educação

Incentivo financeiro para estudantes do ensino médio é aprovado

O superávit financeiro do Fundo Social poderá ser usado já este ano a fim de financiar o programa de permanência, que deverá ser criado por legislação específica

| Agência Brasil -

Incentivo financeiro para estudantes do ensino médio é aprovado. (Foto: Reprodução/ Agência Brasil)
Nesta quarta-feira (29), o Senado aprovou o projeto de lei complementar que permite o uso de recursos do Fundo Social para custear a permanência de estudantes no ensino médio. De acordo com a proposta, as despesas não serão consideradas no cálculo dos limites de gastos da União.

O superávit financeiro do Fundo Social, que reúne recursos gerados pela exploração de petróleo no pré-sal, poderá ser usado já este ano a fim de financiar o programa de permanência, que deverá ser criado por legislação específica. O texto é de autoria do senador Humberto Costa (PT-PE) e tem relatoria do senador Randolfe Rodrigues (Rede-AP). 

 

LEIA TAMBÉM 

Unicamp divulga orientações para a 2ª fase do Vestibular 2024 

Confira as orientações para fazer o Provão Paulista Seriado


POUPANÇA
O governo federal criou nesta semana um programa de bolsa permanência e de poupança para estudantes de baixa renda que estão no ensino médio, para incentivar a permanência e conclusão dos estudos. Para isso, será criado um fundo especial em que a União deve aportar até R$ 20 bilhões.

A Medida Provisória (MP) nº 1.198, de 27 de novembro de 2023, foi publicada na terça-feira (28) em edição extra do Diário Oficial da União. Por ter força de lei, a MP já está em vigor, mas precisa ser aprovada pelo Congresso Nacional em 120 dias para não perder a validade.

Um ato conjunto dos ministérios da Educação e da Fazenda vai definir valores, formas de pagamento, critérios de operacionalização e uso da poupança de incentivo à permanência e conclusão escolar. Os valores serão depositados em conta a ser aberta em nome do estudante, que poderá ser a poupança social digital da Caixa Econômica Federal.

*Com informações da Agência Senado e Agência Brasil 

 

LEIA MAIS 

Salário-maternidade: veja como solicitar benefício pela internet

Publicidade