Publicidade

viu essa?

Leandro Lehart se diz vítima de 'injustiça' após condenação por estupro

Leandro Lehart é um dos fundadores do grupo de pagode Art Popular, sucesso dos anos 1990 e foi condenado pelos crimes de estupro e cárcere privado

| Da redação -

  

Cantor foi condenado por estupro (Foto: Redes Sociais)


Em decisão realizada na sexta-feira (9), o cantor Leandro Lehart foi condenado pelos crimes de estupro e cárcere privado. A pena fixada é de nove anos, sete meses e seis dias, a ser cumprida em regime inicialmente fechado. Como o processo ainda não transitou em julgado, ou seja, a defesa ainda pode apresentar recursos, Leandro poderá recorrer da sentença em liberdade. O Tribunal de Justiça de São Paulo (TJSP) informou que o processo tramita em segredo de Justiça. 

Leandro Lehart é um dos fundadores do grupo de pagode Art Popular, sucesso dos anos 1990. Também foi diretor do Centro Cultural São Paulo (instituição subordinada à Secretaria Municipal de Cultura) de maio de 2021 a fevereiro deste ano. Em agosto, ele foi convidado pela empresa Disney Brasil para compor uma música em homenagem ao personagem Zé Carioca, que foi lançada na semana passada.    

 

VEJA TAMBÉM 
Cássia Kis revela que 'Travessia' será sua última novela 

Lívia Andrade usa look de R$ 35 mil em Domingão do Huck; veja


Em nota, a Disney Brasil informou que "repreende qualquer tipo de violência, seja física ou verbal. A participação do artista no projeto foi pontual e não há planos de futuras iniciativas com ele". 

"Meus amores, estou sendo vítima de uma grande injustiça, mas a verdade vai prevalecer em breve. São 40 anos de carreira e 50 anos de vida acreditando na Justiça, e mesmo que ela tarde, ela não falha. E a maldade não prevalecerá nunca. Obrigado por tudo", escreveu o compositor em suas redes sociais. 

A postagem, com uma nota de seus advogados que diz que o caso "ainda pende de decisão final, o que impede maiores considerações quanto aos fatos", foi repercutida pelo perfil do Art Popular que, procurado pela reportagem, utiliza o comunicado como posicionamento oficial do grupo. 

LEIA MAIS 
Heinz vai mudar a embalagem do ketchup após morte da Rainha Elizabeth II; entenda

Publicidade