Publicidade

viu essa?

Paula Lavigne faz revelações sobre relacionamento com Caetano Veloso: "A gente deixou de fazer sexo"

Produtora também revelou em "Angélica 50 Tanto" que perdeu a virgindade com Caetano Veloso aos 13 anos

| Da redação -

 

Paula Lavigne e Caetano Veloso (Foto: Reprodução/Redes Sociais)

 

No terceiro episódio de "Angélica: 50 & Tanto" no Globoplay, Paula Lavigne, de 54 anos, abriu o jogo sobre seu casamento de 40 anos com o músico Caetano Veloso, de 81. A produtora compartilhou que o casal não mantém relações íntimas, mas enfatiza a importância da parceria e união. 

"Apesar de termos deixado de lado a intimidade física, continuamos a nossa parceria e união. O casamento precisa de um projeto, não se sustenta por si só. É necessário se adaptar às diferentes fases e superar desafios para construir novos projetos", afirmou Paula. 

A produtora também relembrou a fase em que os dois estiveram separados: "O que aconteceu conosco foi que a separação não deu certo. O casamento estava melhor do que a separação", compartilhou, contando com os comentários de Carolina Dieckmann, Ivete Sangalo e Giovanna Ewbank. 

No episódio, chamado "Mulheres", Angélica questionou Paula sobre como é ser casada com Caetano Veloso. Paula respondeu com uma analogia à atriz italiana Giulietta Masina, dizendo: "Citaria sempre a Giulietta Masina, que quando perguntada sobre ser casada com um gênio, respondeu: 'É muito melhor do que ser casada com um idiota'. É maravilhoso".  

 

LEIA TAMBÉM 

Angélica 50 e Tanto: quais são as convidadas do programa? 

Quantos episódios série "Angélica: 50 e Tanto" tem?


Além disso, Paula compartilhou uma história única ao revelar que perdeu a virgindade com Caetano Veloso aos 13 anos. "Quando comecei a namorar com Caetano, eu era atriz, e o assédio da imprensa se intensificou. Decidi ser sincera numa entrevista, contando histórias autênticas. Revelei que perdi a virgindade com ele aos 13 anos, uma história de amor para mim". 

"Meu pai, um criminalista, já sabia que eu não precisava de defesa. Acredito que, se alguém abusou de alguém, fui eu que abusei do Caetano. Pelo menos, foi isso que as pessoas pensam ser abuso nesse contexto. E ele adorou, pessoal!", concluiu, com bom humor. 

 

LEIA MAIS 

O que aconteceu com Carla Visi, vocalista da Banda Cheiro de Amor nos anos 90?

Publicidade