Publicidade

on run

Bicampeã da Integração, Fabiana Cristine relembra momentos da carreira

Corredora deseja boa sote a todos os participantes da edição 2022 da prova mais tradicional do interior paulista, que será disputada dia 25 de setembro, em Campinas

| Da redação -

Fabiana Cristine da Silva exibe os dois troféus de campeã da Integração
Fabiana Cristine da Silva começou a correr cedo. Muito cedo. Aos 9 anos, já praticava atletismo na periferia de Camaragibe, no Recife, em Pernambuco. A partir daí, sua carreira seguiu uma curva ascendente. Em 1996 mudou-se para São Paulo, onde integrou a Funilense, equipe que viria a se transformar no Clube de Atletismo BM&F Bovespa.

A Corrida Integração 2022 será dia 25 de setembro, em Campinas. E as inscrições estão abertas. Clique AQUI para garantir sua participação.

Campeã sul-americana dos 5 mil metros, em 2011, na cidade de Buenos Aires, Argentina, Fabiana Integrou a delegação nacional que disputou os Jogos Pan-Americanos de 2011 em Guadalajara, no México.   

Nesta entrevista, a bicampeã da Corrida Integração, em 2000 e 2005, ela fala sobre sua carreira e momentos vividos no esporte.

ON RUN: Quem é Fabiana? Conte um pouco sobre a sua trajetória até iniciar no atletismo.  
Fabiana: Quando criança, eu morava no subúrbio, em Recife, chamado Câmara Camarajibe onde minha mãe mora até hoje. Aos 9 anos, brincando na rua de pega-pega, descobri a corrida.

ON RUN: Quais as maiores dificuldades que encontrou na vida e no esporte?  
Fabiana: Na vida, foi no início, com poucas condições para praticar esporte. Já no esporte, o apoio que não tinha em Recife. 
 
LEIA TAMBÉM 
Corredoras seguem ganhando espaço em competições
Alison dos Santos faz história e conquista ouro no Mundial de Atletismo



ON RUN: Quais são seus pontos fortes?  
Fabiana: Sou verdadeira. Não gosto de mentiras. Se é sim, é sim. Se é não, é não.

ON RUN: Em que aspectos teria dado mais atenção ao longo da vida como atleta?
Fabiana: Não em que mudaria, mas em quem. As pessoas que me ajudaram em toda minha vida como atleta.

ON RUN: Quais você considera as suas maiores conquistas?
Fabiana: Minhas maiores conquistas são todas as provas que consegui realizar, pois cada uma tem sua história.

ON RUN: Quais são seus maiores sonhos?
Fabiana: como atleta, seria participar dos Jogos Olímpicos.

ON RUN: Na sua opinião, como seria a corrida de rua ideal?
Fabiana: Gosto muito de corrida de rua, só não gosto daqueles percursos com muitas subidas (risos).

ON RUN: Quem são seus ídolos ou pessoas que te inspiram?
Fabiana: Ídolos não tenho, mas pessoas que me inspiram e estão sempre comigo. Primeiro, claro Deus. Segundo, meu marido, Daniel, que sempre esteve comigo em tudo.

ON RUN: Descreva como era a sua rotina de treinos.
Fabiana: Acorda e tomar café. Depois treinar, cuida da casa e fazer almoço. Comer, dormir e treinar novamente. Verdadeiramente, minha vida era comer, dormir e treinar (risos).

ON RUN: Como é a sua alimentação no período de treinos e pré-prova?
Fabiana: Na verdade, evito frituras e refrigerante. Como sou nordestina, gosto mesmo de comer comida, uma boa refeição.

ON RUN: Já sofreu alguma lesão grave?
Fabiana: Sim, sofri uma fratura por estresse no pé, que me fez parar totalmente por um ano. Superei fazendo tratamento intenso e com muita paciência.

ON RUN: O que você faz hoje?
Fabiana: Sou dona de casa e um pouco mais atleta (risos).

ON RUN: Quais conselhos daria para quem sonha em se tornar um atleta de elite ou amador?
Fabiana: Treinar. Ter disciplina. Dedicação. Foco. O resto vem. Mas tem que ser de verdade. Fazer tudo direitinho.

ON RUN: Você considera importante ter um professor especialista em corrida?
Fabiana: Acredito que uma pessoa com experiência e você, com sua dedicação e disciplina, as chances de sucesso são muito maiores.

ON RUN: Você tem alguma mania ou superstição?
Fabiana: Não, mas minha oração tem que estar em dia sempre.

ON RUN: Conte algumas histórias inusitadas, interessantes ou engraçadas que viveu ou viu nesses anos de corrida.
Fabiana: Uma vez, quando eu era juvenil, fui correr em Teresópolis. Eu e meu treinador chegamos em um hotel achando que era o nosso, só que não. Para piorar, o rapaz que nos recebeu estava esperando outras pessoas e achou que éramos nós. Disse bem-vindos e nos levou para os quartos. Só que depois chegaram os hóspedes de verdade. Tivemos que sair, com mala e tudo, e procurar até encontrar o nosso hotel (risos).

ON RUN: Como foram as suas vitórias na Corrida Integração, em 2000 e 2005, lembrando que, em 2000, venceu você e o Daniel Lopes Ferreira também. Vocês já eram casados?
Fabiana: Em 2000 foi maravilhoso, pois foi dobradinha, eu e meu esposo Daniel. Já em 2005 foi muito bom por ter me tornado bicampeã dessa prova tão tradicional no interior paulista.

ON RUN: Qual sua mensagem para os corredores que irão participar da Corrida Integração Campinas esse ano?
Fabiana: Que cada um dê o seu melhor neste dia, pois é uma prova esperada por todos, tanto o atleta amador quanto o profissional. Que Deus abençoe a todos. 

Fabiana Cristine da Silva e o marido Daniel Lopes Ferreira

 
FICHA TÉCNICA  

Fabiana Cristine da Silva
Nascimento: 03/09/1978
Local de nascimento: Recife - PE
Altura: 1,75 metro
Peso: 57kg
Categoria/Distâncias que é especialista: 800m aos 21km

RESULTADOS
1.500 m
Recorde brasileiro juvenil, com 4min16s07 (Havana/1997)
Campeã no Pan-Americano Juvenil de Havana/1997
Campeã do Troféu Brasil/2011

3.000 m
Recorde brasileiro juvenil, com 9min26s00 (São Leopoldo/1997)

5.000 m
Recorde brasileiro juvenil, com 16min23s68 (Rio de Janeiro/1997)
Campeã no Troféu Brasil/2010
Medalha de prata no Troféu Brasil/2012 (16min14s76)
Medalha de prata no Troféu Brasil/2011

10.000 m
Campeã no Troféu Brasil/2010
Medalha de prata no Troféu Brasil/2012 (34min05s77)

Corrida de rua - 15 km
Medalha de prata na Corrida Internacional de São Silvestre/2008

Publicidade