Publicidade

tudo auto

Gasolina na região Sudeste é a segunda mais cara do País

Combustíveis foram comercializados a R$ 6,04 e R$ 7,60, respectivamente; Rio de Janeiro liderou o ranking com os maiores preços

| Auto ON -

 

Combustíveis continuam a subir em todo o Brasil
A primeira quinzena de maio, os postos da Região Sudeste registraram um aumento de 4,07% no preço médio do litro do etanol quando comparado ao mês anterior. O combustível foi comercializado a R$ 6,04. Já a gasolina na região, foi distribuída com a segunda maior média do País, a R$ 7,60, atrás apenas do Nordeste. Os dados fazem parte do mais recente levantamento do IPTL - Índice de Preços Ticket Log.  

No balanço regional, o Rio de Janeiro apresentou os maiores preços médios para ambos os combustíveis. Os postos fluminenses distribuíram o etanol a R$ 6,67 e a gasolina a R$ 7,86. Tanto o primeiro quanto o segundo registraram alta em relação ao mês anterior: 4,07% e 0,61%, respectivamente.  

São Paulo apresentou o cenário inverso para a gasolina e o etanol, que foram comercializados pelas menores médias da região, a R$ 7,04 e R$ 5,22. Apesar do contexto positivo, ambos os combustíveis seguem registrando alta com o passar dos meses. Quando comparado a abril, a gasolina apresentou acréscimo de 0,37% e o etanol de 2,41%.  

"De acordo com o último levantamento da Ticket Log, mesmo que os postos da Região Sudeste tenham apresentado a segunda maior média para a gasolina, quando comparada ao etanol, o combustível acaba liderando as alternativas mais econômicas para o bolso dos motoristas", aponta Douglas Pina, diretor-geral da Edenred Brasil.   
 

O diesel comum e o diesel S-10 foram comercializados pelo maior preço médio em Minas Gerais, a R$ 6,82 e R$ 7,00, respectivamente. Em contrapartida, São Paulo apresentou as menores médias para ambos os combustíveis, distribuídos a R$ 6,55 o primeiro e R$ 6,73 o segundo. No recorte nacional, o tipo comum foi vendido a R$ 6,65 e o tipo S-10 a R$ 6,82.

Publicidade