Publicidade

tudo auto

Honda PCX 2023 traz motor mais potente e novas tecnologias

Novo estilo, painel mais moderno e maior espaço sob o banco, a nova Honda PCX 2023 está disponível em três versões

| tudo auto -

 

Nova Honda PCX 2023 (Divulgação)
Lançada no mercado nacional em 2012, a PCX representa mais uma história de sucesso no Brasil e no mundo. Produzida na fábrica da Honda em Manaus- AM, desde então é o modelo mais vendido em sua categoria do mercado brasileiro. O modelo 2023 ganha uma nova "repaginação".

A tecnologia Idling Stop, direcionada para otimizar consumo e reduzir emissões de poluentes, que estreou justamente na PCX lançado há uma década, está preservada no novo modelo, cujo motor recebeu um importante upgrade.

O modelo agora também tem cabeçote com quatro válvulas, tecnologia que visa tornar o modelo mais eficiente inclusive do ponto de vista ambiental.

O incremento da performance tornou necessária a introdução de um novo chassi. A nova estrutura trouxe especificações inéditas para a ciclística de um modo geral, destacando-se neste contexto o aumento na dimensão dos pneus e novo ajuste de suspensões.  

Leia mais 
Salão do Scooter será realizado no Anhembi em outubro 
Royal Enfield lança mais um motocicleta com design retrô 
Ducati e Lamborghini se unem para lançar uma moto de sonho


A nova PCX preserva a forte personalidade do modelo, mas traz um estilo mais ousado. Neste aspecto a iluminação por LED redesenhada é fator de diferenciação marcante, mas não único. O maior espaço de armazenamento sob o banco, a porta USB-A no porta-luvas e um painel "widescreen" são atributos do PCX.

São três as versões do modelo para 2023: PCX CBS, PCX ABS e PCX DLX. Em todas há a opção da Smart Key que opera a ignição e a abertura do assento e também aciona um alarme antifurto. A diferenciação entre as versões também se dá pelo sistema de frenagem, CBS -- Combined Brake System no modelo de entrada, enquanto nas PCX ABS e DLX o sistema é o ABS -- Antilock Brake System --, de um canal.

O motor da PCX é um monocilíndrico SOHC de quatro válvulas arrefecido a líquido, com a tecnologia eSP+ -- enhanced Smart Power Plus --, conceito construtivo que explora a redução de atrito interno e outras tecnologias voltadas para otimização da eficiência.

A potência máxima passou de 13,2 cavalos para 16 cavalos, com torque máximo subindo de 1,38 kgm.f para 1,5 kgm.f. O diâmetro do cilindro passou de 57,3 mm no motor de 150 cc para 60,0 mm no motor 160 cc. O curso foi reduzido de 57,9 mm para 55,5 mm. Já a taxa de compressão foi elevada de 10,6:1 para 12,0:1.

Ao recorrer ao curso mais curto do pistão, conseguiu-se não apenas o espaço para as duas válvulas adicionais no cabeçote como também foi reduzido o atrito de deslizamento no cilindro.

Publicidade