Publicidade

tudo auto

Veículos elétricos começam a ser uma realidade no Brasil

A 99, empresa de transporte por aplicativos, quer para aumentar a participação dos veículos elétricos em 10% até 2025

| tudo auto -

Renault Kwid E-Tech é o modelo elétrico mais barato do País (Divulgação)
A cada dia, a mobilidade no Brasil é transformada pelo crescimento do número de veículos elétricos em circulação pelo País. Essa mudança não ocorre apenas devido a ampliação da oferta de veículos, mas também por conta do desenvolvimento de toda a rede de suporte, que consiste em mais pontos de abastecimento, benefícios e facilidades na hora de adquirir e locar essa categoria de automóveis, entre outros.  

Esse processo de transformação fica claro com ações como a da Aliança Sustentável pela Mobilidade, uma iniciativa liderada pela 99 e que inclui importantes empresas do segmento.  

Recentemente, o Brasil conquistou a marca de mais de 100 mil veículos eletrificados, de acordo com números apurados pela ABVE - Associação Brasileira do Veículo Elétrico.  


A quantia ainda representa uma parcela pequena na frota brasileira, estimada em 111.446.870 veículos, segundo dados consolidados pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) em 2021. Entretanto, essa marca demonstra um avanço para o desenvolvimento de um segmento tão importante que está em expansão em todo o mundo.  

Só para ter uma ideia, a ABVE registrou a comercialização de 23.033 veículos leves até 26 de julho, alta de 31% na comparação com o mesmo período do ano anterior.  

Evolução do setor  

Os números demonstram tanto o avanço quanto o potencial para o desenvolvimento do segmento de veículos de baixa emissão no País´.  

Leia mais  
Novo Volkswagen Polo chega mais moderno e com novo motor 
Ford comemora as 1.000 unidades vendidas da Transit no Brasil 
Espaço interno e o conforto são dos destaques do VW Taos


"O Brasil está no rumo certo, mas ainda falta muita coisa para a eletrificação avançar", disse Adalberto Maluf. Após a divulgação do balanço, ele pediu licença do cargo de presidente da ABVE, assumido na sequência por Antônio Calcagnotto.  

Para incentivar a transição de veículos a combustão para veículos elétricos, Adalberto Maluf destacou a necessidade do desenvolvimento de uma política nacional para tratar do tema.(Agência 99)

Publicidade