Publicidade

No Pé do Café

Entenda o que ocasiona no atraso da colheita de café

Produtores explicam as causas e contam o que é necessário fazer com cafés tardios

| Da redação -

O IPR 100, o Ubatã e o café arara são variedades de sementes que, naturalmente, apresentam uma colheita mais tardia (Foto: Reprodução/ YouTube)


O café não é um fruto homogêneo. Há tipos diferentes de grãos e a colheita depende muito do clima, adubação e, claro, dos próprios produtores. 

De acordo com o produtor Hélio Ribeiro Mendes, o IPR 100, o Ubatã e o café arara são variedades de sementes que, naturalmente, apresentam uma colheita mais tardia. 

"São cafés tardios. Você precisa ter outra regular para a colheita", explica. 

Para entender tudo sobre essas variedades, assista ao vídeo abaixo: 

 

LEIA TAMBÉM  
Florada fora de época na colheita? Entenda esse fenômeno 
Conheça a importância das raízes do café para a produtividade da sua lavoura

O QUE FAZER? 

Quando a planta é maior e possui um porte mais alto, ela força uma melhor maturação. Isso por causa da maior incidência de luz nas folhas. 

Segundo o engenheiro Gustavo Rennó, as fazendas de maturação tardia são, realmente, mais complexas, porém existem técnicas para tirar o melhor proveito. 

O especialista explica que um erro comum é querer colher antes da hora. "Essas culturas, geralmente, ficam boas para a colheita no final de julho, de agosto... E quem tem paciência para esperar até essas datas?", explica. 

DICAS 

Uma boa dica de entender se a fazenda tardia está apta para a colheita é observando as plantas do cafeeiro. 

Segundo Rennó, caso os cafeeiros estejam mais abertos e possuam menos folhas, a colheita pode ser realizada sem maiores problemas. 

Outra dica do especialista é, na hora de comprar as mudas de café, evitar que se misturem as espécies tradicionais com as espécies tardias.  

LEIA MAIS
Sanduíche de picanha: Zé Almiro traz a melhor receita desse lanche saboroso

*Com supervisão de Marcos Andrade

Publicidade